quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

Que pena a sportv não controlar todas as imagens.....

Não cuspi em ninguém e sou um Menino de Coro - By Raul Meireles

"Em primeiro lugar, gostaria de dizer que tenho uma imagem clara sobre o caráter e sobre a pessoa que é o Raul Meireles. Conheço-o há muito tempo e foi com surpresa que vi serem-lhe atríbuidos tais atos  As imagens não mostram o Raul a cuspir no árbitro. Neste momento delicado e difícil para ele, queria manifestar todo o apreço e solidariedade, quer em meu nome próprio, quer da FPF, para o defender no limite das nossas competências, atestando o seu caráter., disse Fernando Gomes o presidente da FPF ao site do organismo.


"Raúl Meireles não precisa de elogios, merece-os. Lamentando que esteja a passar por esta situação, quero expressar em meu nome pessoal e dos jogadores portugueses, um abraço de solidariedade e total apoio", lê-se no site do Sindicato esta mensagem assinada por Joaquim Evangelista.


Algum jornalista digno desse nome, por favor, coloque um microfone à frente destes três nojentos e faça uma simples pergunta: "Mantém as afirmações que fez há uma semana"

As imagens são claras : link. um Porko será sempre um Porko.

sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

Relvas, Bava e Oliveira


"
A Portugal Telecom anuncia que chegou a acordo relativamente à compra de 25 % das ações da Sport TV Portugal S.A., que passa a ser detida por três acionistas.
"


Se a autoridade da concorrência aprovar este negocio, é só mais uma prova que moramos numa republica ds bananas.

quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

Este é um menino, imaginem o Papa

"BENFICA ESPIADO POR CÂMARAS DE VIDEOVIGILÂNCIA
O Benfica terá sido alvo de uma tentativa de espionagem por parte de Paulo Pereira Cristóvão. A investigação do processo descobriu que Cristóvão e o outro arguido, Vítor Viegas, também ex-inspector da Polícia Judiciária, fizeram uma prospecção para meter uma empresa a fornecer câmaras de videovigilância ao Benfica. O alvo era o centro de estágio do Benfica, no Seixal. O clube da Luz terá organizado um concurso para adjudicar a instalação de câmaras de videovigilância e a ideia era conseguir que o concurso fosse ganho por uma empresa da confiança de Cristóvão.
Também o processo entre os dois clubes, a propósito do incêndio nas bancadas do Estádio da Luz, gerou uma guerra de espionagem com o objectivo de condicionar o Benfica em tribunal.
O CM apurou ainda que as actividades desenvolvidas por Paulo Pereira Cristóvão dentro do clube são "explosivas". Para lá de Luís Duque e Carlos Freitas, que estão a ponderar constituir-se assistentes no processo, há suspeitas de que outros dirigentes do clube tenham sido alvo de espionagem e de recolha de elementos relacionados com as suas vidas privadas."  link

quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

Salarios em atraso vs Liga de Clubes

Os clubes tinham de fazer prova dos salários em dia até dia 15.

Passados 4 dias desta data, os jornais ainda não descobriram nenhum clube que a Liga tenha notificado para, nos 15 dias seguintes, fazer prova concreta do pagamento dos salários.


Alguém acredita que nenhum clube tem salários em atraso?

Dou algumas dicas aos jornaleiros: Setubal, Guimarães, Naval, Sporting, Nacional.

Só não espiava o FCP? :)


Os lagartos ainda não perceberam

Manuel Serrão: "O objectivo de um adepto do Porto é que o Sporting acabe. Pq se acabar ficamos com mais adeptos, pois um sportinguista não consegue virar para o Benfica."


Passados 30 anos os lagartos ainda não perceberam que primeiro têm de garantir o lugar que lhes é devido na história, o de grande rival do Benfica. Só depois deviam "marrar" no vermelho. Alguém já lhes roubou o lugar, mas eles ainda não perceberam. Continuam a pensar que o inimigo é o Benfica. Mas não é o Benfica que lhes minou o clube com espiões. Não é o Benfica que lhes leva: Futre, Moutinho, Varela, Paulo Assunção, Ruben Micaela, Kleber.....Izmailov, Carriço, Adrien.

 Não é o Benfica que vai beneficiar do seu fim.

segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

Proença e a água de Setubal

Comparem os testes ao relvado de um arbitro a sério numa prova da Uefa, com os testes de um capacho do sistema.

Zborteng

- Os salários de Novembro anda não foram pagos;
- A Liga supostamente obrigava os clubes, até ao dia 15, a fazerem prova dos salários em dia;
- Vão cometer o mesmo erro duas vezes, ao negociar jogadores (Adrien, He'smyLov, Carriço) para o clube que tinha espiões em Alvalade?
- Qual será o primeiro jogador com condições de rescindir?
- Qts jogadores vão vender a 1 de Janeiro para que os restantes não tenham condições de rescindir?

sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Ainda não estão convencidos?


Quando querem apitam bem....


Faltam 5 dias...

Até dia 15 de Dezembro os clubes têm de fazer prova da inexistência de salários em atraso.


A cinco dias deste prazo um vice do Guimarães confirma a existência de salários em atraso.

"Luís Cirilo estará de saída da Direção do Vitória. A entrevista que o vice-presidente concedeu na passada semana à Rádio Fundação, onde admitiu a existência de salários em atraso no clube, caiu muitíssimo mal junto dos responsáveis pelo emblema minhoto. " link

Vai haver tomates para cumprir as regras? Vai haver perda de pontos dos incumpridores?

sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

FPF incompetente de proposito?

"O Tribunal Central Administrativo do Sul (TCAS) rejeitou o recurso apresentado pela Federação Portuguesa de Futebol (FPF) à decisão, em primeira instância, da anulação da despromoção do Boavista à II Liga.
A decisão foi confirmada à agência Lusa por fonte do TCAS, esclarecendo que o recurso da FPF “não foi admitido por ser legalmente inadmissível”. “O processo transitou, por falta de recurso da decisão e vai ser remetido, brevemente, para o Tribunal Administrativo de Círculo de Lisboa”, disse a mesma fonte."

Ou seja, a FPF recorreu tarde e a más horas. É assim que se fazem as coisas.....opsss esqueci-me de rcorrer....

quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Obrigado Rodrigo...

Pela oportunidade, de começar já este ano, a concretizar uma das ambições de Vieira.

3+1+50



PS: Tu, o Nolito e o Bruno Cesar já saiam dessa baixa de forma que dura há tempo demais;

Um frango é um frango

Têm medo de colocar a palavra FRANGO em letras garrafais? Para uns é um lance infeliz, para outros é um frango mas sem destaque.



Safou-se um ex-jornal da Controlinvest e o Correio da Manhã. Ambos Generalistas. Do que têm medo os desportivos????




terça-feira, 4 de dezembro de 2012

Basta colocar foto do Helton

Até podem manter qs todas as gordas. Vams ver as capas amanhã, se temos frango à brasileira com fruta.




sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Contas dos porkos II


  1. No ano passado tiveram 36M de prejuizo, com 29M de mais valias nas transacções com jogadores (Falcão, Micaela e Guarin) e 14M de prémios na UEFA.  Este ano já conseguiram 28M de mais valias com transacções de jogadores (Hulk e Alvaro Pereira) e estão no bom caminho para superar, em muito, as receitas da UEFA do ano passado. 
  2. Nos custos operacionais , os FSE mantiveram-se e os custos com pessoal subiram, contrariando as ideias gerais do orçamento apresentado há menos de um mês.
  3. Os proveitos operacionais baixaram, com destaque para uma grande queda na bilheteira.
  4. Mesmo supondo que conseguem chegar aos quartos de final em que a receita previsivel é de 22M e com isto encaixarem mais 8M relativamente ao ano passado. Onde vão buscar os outros 29M para equilibrar as contas?


Só faço uma pergunta: quem são os próximos a serem vendidos?

As minhas apostas vão para:
Rolando - 85% do passe (alguém o quer????)
James - 55% do passe
Moutinho- 85 % do passe (Sporting tem direito a 20% de uma mais valia)
Jackson - 100% do passe

quinta-feira, 29 de novembro de 2012

As contas do Porko I

"A 9 de Março de 2012, o Grupo celebrou com a For Gool Co. Ltd. um contrato de financiamento no
montante total de 4.500.000 Euros. O valor financiado foi entregue em duas tranches (2.500.000
Euros em Março de 2012 e 2.000.000 Euros em Abril de 2012) e tem data de vencimento, de uma
só vez, em 30 de Setembro de 2012. À data da emissão das demonstrações financeiras apenas uma
tranche de 2.000.000 Euros e os juros devidos até 30 de Setembro de 2012 foram liquidados,
estando, de momento, a decorrer negociações com esta entidade de modo prorrogar o prazo de
vencimento da restante tranche. Este empréstimo vence juros variáveis em função da efectivação,
ou não, de alienações dos direitos económicos de determinados jogadores no mercado de
transferências até 31 de Agosto de 2012 e dos montantes envolvidos nessas transacções."

Resumindo, já depois do negócio Hulk falharam o pagamento de 2M. O emprestimo obrigacionista vai ser o balão de oxigénio dos estrunfes corruptos.

terça-feira, 27 de novembro de 2012

Vou-me armar em Rui Santos

E vou começar um contador para a demissão de Gordinho Flops.....

Começa agora.

"Já passaram 3 segundos desde que iniciei o contador e Gordinho ainda não pediu demissão"

:)

segunda-feira, 26 de novembro de 2012

Guilherme Aguiar e o alterne....

Guilherme Aguiar: "Que é feito do Javi Garcia ? não tem jogado. no outro dia vi o Manchester City x Real Madrid e o Javi Garcia nem vê-lo"


Javi Garcia entrou aos 46 minutos. Estaria a ver o jogo num bordel e por isso tinha outros motivos de distração?

Dias Ferreira

Não é só no futebol que o Zborteng está na merda. Nos paineis dos Programas desportivos não está melhor, na merda e de de calças em baixo à espera de Sua Santidade.

Há coerência nos tribunais em Braga?

É o que vamos ver. Há um mês atrás adeotos do Benfica foram condenados por disturbios, vamos ver que acontece agora com os adeptos do Porko.

"39'- Confusão na bancada, cadeiras a voar e petardos a rebentar junto da claque portista. Polícia já foi obrigada a intervir e, pelo menos, dois adeptos ficaram feridos."

sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Salários em atraso e a Liga de Clubes

Faltam 3 semanas para o suposto controle ao pagamento dos salários na Liga. Salários em atraso podem significar pontos perdidos, vamos ver se têm tomates para o fazer.

"A situação é grave. Os dirigentes devem honrar a sua palavra e dar uma palavra aos jogadores. Há muitos clubes com salários em atraso"

O Choco Frrrito está na linha da frente para ser cobaia neste processo de penalização. Já estou em pulgas!!!

"o aniversário do centenário clube sadino está ensombrado pelo atraso no pagamento dos vencimentos aos jogadores do plantel profissional que, segundo apurámos, em alguns casos são de dois meses e noutros dois meses e meio, embora recebam algum dinheiro conforme a disponibilidade de tesouraria. Na mesma situação, encontram-se cerca de 28 funcionários do clube, estes com mais meses em atraso, incluindo os subsídios de férias e de Natal de 2011.Por enquanto, os jogadores têm sido tolerantes e compreensivos mas, de acordo com fonte contactada por O NOJO, será difícil os atletas assinarem as respetivas declarações de não-dívida que o clube terá de apresentar na Liga no final do ano. De acordo com a mesma fonte, os jogadores apenas estão dispostos a assinar caso os respetivos vencimentos estejam em dia, facto que pode vir a ter algumas consequências."

Pessoalmente acho que não se vai passar nada, pq como a lei está feita é facil de contornar. Os jogadores vão ser pressionados e vão adiar a coisa para o fim do campeonato.  Bastava retirar à lei a parte que está a bold e a história seria outra.

"1 – Controlo financeiro de Dezembro. Obrigação dos clubes/SAD
  • Até 15 de Dezembro, os clubes/SAD têm de comprovar o pagamento dos salários devidos por contratos de trabalho desportivo, bem como contrato de formação, devidos entre 31 de Maio e 10 de Novembro de 2012, relativamente aos jogadores que integrem o plantel da época desportiva em curso.

  • Esta prova é feita através da apresentação dos recibos assinados pelos jogadores, dos recibos das remunerações dos jogadores juntos aos documentos que comprovem a realização dos depósitos ou transferências bancárias respectivas ou de declarações assinadas pelos jogadores certificando que se encontram com os salários regularizados

  • Os clubes que não façam esta prova ficam impedidos de registar novos contratos de jogadores ou renovar os existentes e são sancionados com a perda de pontos a fixar entre o mínimo de dois e um máximo cinco pontos.

  • Os jogadores que aceitem subscrever documentos que não correspondem á verdade ficam impedidos de reclamar as verbas em falta."

Este ultimo ponto de certeza que é contornável com outro documento que efective uma divida do clube ao jogador. Mas da maneira como os tribunais civis são lentos, eu se fosse jogador não cairia nessa armadilha.

Um tiro no Porta-av....perdão, no Polvo.

"O Tribunal da Relação de Lisboa confirmou hoje a sentença do Tribunal da Vara Mista do Funchal, que condenou o Nacional a indemnizar o União da Madeira pela verba a que o clube da 2.ª Liga tinha direito pela transferência do médio Rúben Micael para o FC Porto, na época 2008/09.

O Nacional já havia sido condenado pelo Tribunal da Vara Mista do Funchal ao pagamento de um milhão e 860 mil euros, valor ao qual acresce, segundo explica o União em comunicado, «a taxa do IVA de 22 por cento e o juro de mora». O clube da Choupana terá ainda de pagar 14 mil euros referentes ao IVA que foi liquidado. 

O caso arrasta-se desde a época 2008/09, altura em que o União reclamou a verba a que tinha direito pela transferência de Rúben Micael para o Dragão." link

Por mim podem seguir a tradição de outros tentaculos, como Estrela da Amadora, Famalicão, Leiria, Boavista, etc.

O Lider da democracia Albanesa deve estar a espumar da boca.....e lá deve vir com a ladainha de acabar com o clube e blá, blá, blá.


quinta-feira, 22 de novembro de 2012

No tempo do Vale e Azevedo era assim...

"Uma empresa de apoio aos espectadores interpôs esta sexta-feira uma “acção especial de insolvência” da SAD de futebol do Sporting por dívidas no valor de 390 mil euros, confirmou este sábado à Agência Lusa o advogado João Camacho." link

Petardos = Idiotas

Que os idiotas se apercebam dos perigos....

"O Zenit, de Bruno Alves e Danny, foi hoje punido com uma derrota por 3-0 com o Dínamo de Moscovo e uma multa de 600.000 rublos (cerca de 15.000 euros), por decisão da Federação Russa de Futebol (RFU). 
A decisão da Federação russa inclui ainda a obrigação do Zenit, que é terceiro no campeonato, a seis pontos do líder CSKA Moscovo, disputar os dois próximos jogos em casa à porta fechada.
O castigo da federação surge devido aos incidentes no jogo de sábado com o Dínamo, o qual tinha sido suspenso aos 36 minutos, depois de o guarda-redes Anton Shunin ter sido atingido por um petardo, alegadamente lançado por adeptos do Zenit.
«Reparei que caiu qualquer coisa perto de mim. Quando me apercebi do que era, o petardo rebentou na minha cara», disse na ocasião o guarda-redes Shunin, que terá sofrido, segundo o clube, queimaduras num olho.
O Zenit tinha defendido que clube não deveria ser punido, uma vez que a segurança no estádio era da responsabilidade da equipa anfitriã, e já anunciou que irá recorrer da decisão.
A RFU multou ainda o Dínamo em 580.000 rublos e também decidiu que a equipa de Moscovo terá que disputar um jogo à porta fechada."

Os Olegarios do Andebol?

Tenho de dar destaque a um post que diz tudo o que penso sobre o jogo de ontem ABC x Benfica.

Os infelizes são estes, podem cuspir para o chão qd passarem por eles.



Peço desde já desculpa ao http://www.anti-benfica.com. Mas tem de ser divulgado na intrega.

"A equipa de andebol benfiquista empatou hoje ante o ABC a 23 bolas; «Para o Benfica, que já somava 11 vitórias em outros tantos jogos, este empate custou os primeiros pontos no Campeonato Nacional de andebol e deixou o FC Porto definitivamente isolado no primeiro lugar, pois os campeões nacionais, que também vão jogar para as competições europeias no próximo fim de semana, haviam igualmente antecipado o jogo, tendo somado a 12ª vitória perante o Camões (41-14), no passado domingo.» – Jornal O Jogo, 21 de Novembro de 2012. 

Definitivamente, definitivamente, não sei, salvo se os manos Roberto Martins e Daniel Martins continuarem a apitar muitos jogos do Benfica, nomeações que evidentemente me transcendem…
Hoje foram «distracções» ou terão sido «infelicidades»? De todo, até porque estes senhores de Leiria desde sempre assumiram sem rodeios que o Benfica lhes causa asco – e quande se junta a vontade à necessidade de roubar… temos o resultado de hoje.
Diga-se também que estas figurinhas contam já com um palmarés invejável, ao nível de um Proença do futebol ou de uns Pintos do hóquei; foram eles que estiveram na célebre partida de 25 de Outubro de 2010 entre o São Bernardo e o FC Porto. Célebre porquê? O jogo estava em 19-25, o São Bernardo marcou pelo Nuno Carvalho, a bola foi ao centro, mas o resultado continuou em 19-25, uma habilidade – ou distracção? – da mesa, e azar dos azares no fim o resultado ficou-se mesmo pela vantagem mínima, desfecho que colocou o FC Porto na liderança da classificação. Ainda perguntaram ao presidente do São Bernardo porque não protestava o jogo, mas a resposta foi conclusiva: «Porque temos que pagar à cabeça 175 € e sabemos como isto acaba».
Episódios com estes senhores há muitos, ainda em 2 de Setembro último foi deles a arbitragem tendenciosa na final da Supertaça de Andebol entre Benfica e Sporting, que obrigou os encarnados a esforços redobrados para vencerem por 29-26; em termos de exclusões foram 10 minutos do lado do Benfica contra apenas 2 do lado do Sporting. Valeu o acerto defensivo em situações de inferioridade numérica, não fosse isso…
O Benfica hoje, além da crónica dualidade de critérios – faltas ofensivas, violações da área, passos, parecem ser nosso esclusivo – deve também a si uma 1.ª parte irreconhecível para a qual concorreu uma imensidão de falhas técnicas. O resultado ao intervalo cifrava-se compreensivelmente em 14-11 para o ABC. Mas os comandados de Jorge Rito surgiram transfigurados na 2.ª parte, tanto que aos 8 minutos do segundo tempo já haviam dado a volta fruto de um meritório parcial de 1-5.
Foi então tempo de Roberto Martins e Daniel Martins deixarem-se de rodeios e participarem mais activamente; 2ª exclusão do Dario, livres de 7 metros em catadupa para o ABC, exclusões para o Benfica, e a equipa da casa naturalmente a conseguir manter-se na discussão do resultado. Tentado de tudo mas com o Benfica ainda em vantagem por uma bola, a cereja no topo do bolo apareceu previsivelmente no fim, quando nos segundos finais um livre de 7 metros inexistente permitiu ao ABC empatar a partida – acontecera o mesmo no Benfica-FCPorto… (curioso). Escandaloso? Obviamente(!); i) Dario não estava dentro da área; ii) e o jogador do ABC foi quem procurou a posição do benfiquista. Mas como o que osmanos pretendiam mesmo era o empate… daí ao escândalo foi um pulinho.
Querem um resumo dos últimos dois minutos? Aqui vai; 2 livres de 7 metros contra o Benfica; 2 cartões vermelhos; 1 exclusão; 1x jogo passivo. E já agora… uma tabela comparativa do desenrolar do jogo para melhor apreciação;
ABC
Benfica
Livres de 7 metros
7
1
Exclusões
3
6
Pois é. Naturalmente o facto do Benfica seguir invicto já estava a incomodar muita gente. Naturalmente, também, o proximidade do encontro no Dragão Caixa (é já daqui a duas jornadas) tinha tendência a influir no desempenho da equipa de arbitragem, o qual ainda poderá dar mais contrapartidas aos nossos adversários mediante o que se escrever no relatório, designadamente no que concerne à justificação – ou falta dela… – em torno dos cartões vermelhos.
Sempre fui crítico em relação à secção de andebol face às intermitências que evidencia(vam), mas desta feita indubitavelmente merecem que lhes seja feita uma defesa intransigente. E seria também de valor que não relativizássemos a vergonha de hoje, não apenas porque transpirou premeditação por todos os poros, mas sobretudo porque não agindo o título ficará sobremaneira mais longe."

quarta-feira, 21 de novembro de 2012

NN e os petardos

Cabe aos NN expurgarem-se dos maus elementos.

Cabe à Direcção forçar os NN a fazê-lo.

Como?

  1. As revistas passem a demorar 10x mais; (sim, esta é só para chatear)
  2. Cães treinados para detectarem substancias proibidas em estádios de futebol;
  3. Reforço das cameras que vigiam este sector;
  4. Proibição de entrada dos transgressores;
Cabe aos adeptos mostrarem que não estão com quem não merece. 

Como? 
  • Nada de acompanhar musiquinhas "Rapaz sem nome" e beca beca beca. Querem cantar? Vão ao chuva de estrelas.
A Policia não pode estar sempre a fazer o trabalho que nos é devido.

terça-feira, 20 de novembro de 2012

Excelente medida...para todos!

"O Tribunal de Braga condenou três adeptos do Benfica a multas entre os 750 e os 1680 euros e proibiu-os de entrarem em recintos desportivos durante 16 meses, pelos desacatos provocados no Estádio Axa, em maio de 2011.

Segundo a sentença, a que a Lusa teve acesso, os três arguidos, membros da claque «No Name Boys», ficam ainda obrigados a apresentar-se no órgão de polícia criminal da área da sua residência sempre que a equipa do Benfica intervenha em jogo de futebol oficial ou particular e durante o período de tempo estritamente necessário em que decorra o jogo" link

A moralização tem de começar em alguém e fomos escolhidos? Por mim tudo bem. Agora aguardo o castigo aos que incendiaram o nosso estádio. E com um bocadinho de sorte os desacatos da final da Taça da Liga de há 2 anos ainda estão a ser julgados.......
Ou os desacatos no Dragão Caixa de foforos do ano passado na final do Basket.....

segunda-feira, 19 de novembro de 2012

Receber bem

Os escoceses são um povo fantástico e têm adeptos gente boa. Espero que amanhã não surjam problemas como os que aconteceram com os russos, que qd passaram à frente da varandinha com cânticos, levaram com umas latinhas de cerveja  (pareciam vazias) em modo provocateur. Daí para a pancadaria foi um ápice.

Ou seja, se querem enviar latas de cerveja, que sejam cheias e de mão para mão. Na melhor tradição de camaradagem.

sexta-feira, 16 de novembro de 2012

Relvas um mentiroso....será sempre um mentiroso.

"Custos de transmissão dos jogos da selecção custaram 35,5 milhões de euros, enquanto que a Liga dos Campeões, transmitida até à época desportiva passada, custou 34,3 milhões de euros. Período considerado vai de 2004 a 2014. Relvas enganou-se no custo que anunciou no Parlamento." link

35M / 10 anos = 3.5M por epoca

Relvas mudou a lei para ajudar o Polvo e ponto final. O que ganhou Relvas em troca?

Tenho vergonha desde governo.....

O Polvo em dificuldades?

Ou está apenas a intimidar a Liga?

Relembro o "Cabeça do Polvo" que o contrato que ele assinou com o Benfica também não era justo, segundo as condições do mercado nos ultimos dez anos. No entanto nunca foi feita nenhuma renegociação dos valores, o contrato foi respeitado. Por isso respeite agora o contrato assinado com a Liga e pague o que deve..... A vida é fodida, mas tem de ser para todos.

"Numa carta enviada aos clubes, a que a Lusa teve acesso, a Olivedesportos rejeita ser responsável pelo atraso do pagamento de prémios e diz que na quarta-feira enviou ao presidente da LPFP, Mário Figueiredo, uma proposta de renegociação do contrato. Na missiva, a empresa liderada por Joaquim Oliveira diz ter tomado conhecimento com "estupefação e indignação" da carta de Mário Figueiredo aos presidentes dos clubes das competições profissionais, na qual diz que a Olivedesportos é "o único responsável" pelo atraso no pagamento de um valor global de 937.250 euros. Para a Olivedesportos, "são tecidas um conjunto de considerações falsas, injustas e gravemente injuriosas do bom nome" da empresa.

"O anterior patrocinador oficial da LPFP, a Bwin, foi selecionado com o indispensável acordo da Liga e contratado como 'main sponsor' da competição, mas esta foi impedida de continuar a atividade, deixando de ser patrocinador. Não obstante essa perda, a Olivedesportos deu execução ao contrato ainda que esse facto lhe tenha causado um prejuízo superior a várias centenas de milhares de euros", refere a empresa, que acrescenta ter desenvolvido "as diligências necessárias para a substituição deste patrocinador".

Na carta, a Olivedesportos adianta que "tal substituição só é viável mediante a identificação por parte da direção da Liga de Clubes de um canal televisivo disponível para emitir, em sinal aberto, os jogos da referida competição". Atendendo à "conjuntura comercial totalmente desfavorável, com particular incidência no mercado da publicidade", a Olivedesportos "sinalizou em devido tempo à LPFP a necessidade de renegociar o contrato celebrado em 2010, sob pena de este se revelar de cumprimento impossível".

A empresa refere que a LPFP foi alertada "há muitos meses" para a situação, mas "não logrou contratar qualquer canal televisivo", ao mesmo tempo que as propostas de "ajustes e modificações" feitas pela Olivedesportos "esbarraram sempre com a intransigência pessoal do presidente da Liga".

Na quarta-feira, o presidente da LPFP "recebeu uma nova proposta da Olivedesportos de renegociação do contrato e acerto de condições financeiras que permitiram, de forma justa e expedita, ultrapassar esta difícil situação". Além disso, a Olivedesportos afirma que nesse dia, "e conjuntamente com a mesma proposta, foi confirmado à Liga que todos os pagamentos ainda em dívida, apesar de estarem em discussão, seriam realizados até ao final do corrente mês".

A empresa acusa Mário Figueiredo de preferir violar a confidencialidade das negociações em vez de se preocupar em resolver os problemas da LPFP e dos seus associados. "Só a essa luz se percebe a revelação do teor da carta circulada pelos senhores associados", diz a Olivedesportos. "Mesmo depois de ter sido vítima de uma atitude desleal por parte do senhor presidente da Liga, de quem é parceira comercial, (ao ver contra si efetuada uma queixa por pretenso abuso de práticas concorrenciais), não deixou de procurar encontrar soluções que viabilizassem a Taça da Liga", acrescenta a empresa. Acusa ainda o presidente da Liga de ter "na mão uma proposta da Olivedesportos que não recusou, mas a que não dá seguimento", considerando estar a assistir ao "triste espetáculo de alguém que, por incapacidade própria, ou por uma agenda cujos contornos não se percecionam, não consegue defender os interesses da Liga"."

quinta-feira, 15 de novembro de 2012

Record pede desculpas pela merda que publica.

"Record e Benfica enterram hoje um "machado de guerra", inútil e incompreensível, que a ambos prejudicava, particularmente em tempos em que sobram prejuízos.
O Benfica aceitou retirar os processos judiciais que instaurara ao nosso jornal e nós fizemos o que nos competia: pedimos desculpa por termos publicado, embora de boa fé, notícias cujos factos subjacentes não tinham fundamento
Desde que cheguei aqui, nunca mais este jornal deixou de reconhecer os seus erros e de assumir as suas responsabilidades. Voltou a acontecer agora, com um incentivo relevante: o Benfica deu igualmente o passo que só a ele caberia, numa demonstração de “fair play” e de grandeza.
Assim, tudo recomeça hoje na nossa relação de mais de seis décadas. E permanecendo embora a ameaça do que conjunturalmente nos separará, reforça-se também muito daquilo que nos une – que é o que conta." by Alexandre Pais "O Mentiroso"

quinta-feira, 8 de novembro de 2012

Vamos vender?

Excerto do R&C publicado em Outubro de 2012:
"Desta forma ainda existe a necessidade de melhorar os resultados operacionais do Grupo. É intenção da
Benfica SAD conseguir que esse objectivo seja alcançado por via de receitas geradas directamente por 
resultados desportivos do Benfica, quer seja por via da participação da Liga dos Campeões, quer seja pela
conquista da Liga Nacional. Porém, mantém-se a necessidade de gerar ganhos relevantes com as 
transacções de atletas, uma vez que os mesmos são fundamentais para garantir o equilíbrio económico e
financeiro da sua actividade."

Se não vamos aumentar as receitas operacionais pela via da Liga dos Campeões, significa que vamos vender jogadores até 30 de Junho? A não ser que as vendas de Javi e Witsel tenham significado uma mais valia muito (muitissimo) superior aos 28M conseguidos na epoca anterior.

Orçamento da estrunfalhada

"O documento enviado à CMVM aponta 58,9 milhões de euros como o "resultado das transacções de passes", um valor que já inclui as vendas de Hulk (85% dos direitos económicos para o Zenit por 40 milhões) e de Álvaro Pereira (dez milhões para o Inter de Milão).
Já os proveitos operacionais devem ser de 53,8 milhões, uma queda de 25,5% (18,4 milhões) face ao resultado da temporada transacta. Em queda vão estar também os custos, com a sociedade que gere o futebol profissional dos portistas a prever gastos totais de 63,1 milhões, uma diminuição de 28,3 milhões (31%) em relação aos 91,4 milhões registados em 2011/12. Nesta rubrica, destaque para os 46,7 milhões previstos para gastos com pessoal, uma quebra de 2,9 milhões (5,8%) face a época transacta. O documento enviado ao regulador dos mercados aponta ainda um lucro de 11,5 milhões de euros, comparado com o prejuízo de 35,8 milhões registado em 2011/12." -  link

Algum estrunfe acredita neste orçamento?

Por partes:


  • Receitas operacionais
    • Merchandising não está orçamentado. O ano passado eram 3M.
    • Nas provas da UEFA são provavelmente vão superar os 20M previstos
    • No Corporate hospitality há uma queda de 9M que não entendo.
Ou seja, no máximo dos máximos, conseguem o mesmo nivel de receitas do ano passado: 70M. 

  • Receitas com jogadores
    • 58M de mais valias com transacções de atletas? No ano passado tiveram 29M de mais valias com as vendas de Falcão, Guarin, Belushi e Ruben Micael. Este ano já venderam Hulk e Alvaro Pereira. A pergunta é: quem são os próximos vendidos para atingir os 58M?
  • Custos 
    • A rubrica de FSE baixa 20M? Tirando os 8M do Corporate Hospitality, só imagino isto, despedindo os funcionários que são pagos por esta rubrica......
Quem quiser consultar o Orçamento da estrunfalhada pode faze-lo aqui.

terça-feira, 6 de novembro de 2012

Faltam 9 dias

Já só faltam 9 dias para o fim do castigo do Capitão. Deve voltar para o jogo da Taça de Portugal (18/Nov).

Entretando ainda vai perder mais 2 jogos......

19 de Setembro: Celtic-Benfica (Liga dos Campeões)
23 de Setembro: Académica-Benfica (4.ª jornada da Liga)
28 de Setembro: P. Ferreira-Benfica (5.ª jornada da Liga)
2 de Outubro: Benfica-Barcelona (Liga dos Campeões)
7 de Outubro: Benfica-Beira-Mar (6.ª jornada da Liga)
21 de Outubro: 3.ª eliminatória da Taça de Portugal
23 de Outubro: Spartak Moscovo-Benfica (Liga dos Campeões)
28 de Outubro: Gil Vicente-Benfica (7.ª jornada da Liga)
4 de Novembro: Benfica-V. Guimarães (8.ª jornada da Liga)
7 de Novembro: Benfica-Spartak Moscovo (Liga dos Campeões)
11 de Novembro: Rio Ave-Benfica (9.ª jornada da Liga)

Paulo Garcia

Ontem Paulo Garcia tocou num ponto que a blogosfera vermelha insiste há já anos. A dualidade de comentários ao jogo dos treinadores quando defrontam o Benfica e quando defrontam o Porto.

Rui Vitoria era um treinador conotado com o Benfica, mas este ano surpreendeu pelos seus comentários aos jogos que fez nas Antas e na Luz. Enquanto foi manso nas Antas, teve comentários despropositados na Luz.

Ontem nas repetições dos lances ficou provado e confirmado, até pelo Gulherme Aguiar, que Rui Vitoria não tinha razão nenhuma na analise dos lances de arbitragem.

Então porquê esta diferença de comportamento? Eu acho que foi pela mudança de direcção do Vitória, uma direcção claramente submissa ao sistema.

domingo, 4 de novembro de 2012

Rui Santos não gosta da Bola TV?

Rui Santos : "Godinho Lopes deu uma entrevista ao canal que lava mais branco para fazer passar as suas mensagens"

Rui Santos está ressabiado com a Bola TV? :)  Será por dividir protagonismo na TV e logo na sua área?

Aguardo ansiosamente a resposta!

sábado, 3 de novembro de 2012

A justiça desportiva no seu esplendor

Fica claro que qq um de nós pode depositar dinheiro nas contas dos árbitros, sem que a justiça desportiva se chateie. Os árbitros vão ficar (mais) ricos.

"Matéria reaberta na FPF só com condenação transitada em julgado (antes de prescrever) e com relevância desportiva. Riscos do Sporting são residuais.

A secção não profissional do Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), decidiu arquivar o processo de averiguações do caso Paulo Pereira Cristóvão/José Cardinal, respetivamente, ex-dirigente do Sporting e árbitro assistente. No comunicado oficial n.º140, de 17 de Outubro passado, o CD colocou ponto final num processo que tinha sido aberto a 20 de Abril de 2012, para «apuramento de eventuais anomalias disciplinares no jogo Sporting-Marítimo».

Nestes termos, só através «do conhecimento pela FPF de decisão judicial condenatória, transitada em julgado, pela prática de infração que revista também natureza disciplinar, obriga, à instauração de procedimento disciplinar, exceto se o mesmo já estiver prescrito».
O prazo de prescrição para efeitos da justiça desportiva, suspenso a 20 de Abril de 2012, data da abertura do inquérito, começou a ser contado a partir de 19 de Outubro e pode ser de três ou cinco anos. 

Significa isto, na prática, que, se o caso que ainda está em investigação policial vier a chegar à barra dos tribunais o Sporting ficará, no plano desportivo, a salvo de qualquer eventual condenação de Paulo Pereira Cristóvão, uma vez que, atendendo ao tempo médio até ao trânsito em julgado (que só ocorrerá esgotados todos os mecanismos de recurso) seria excecional que o caso conhecesse desfecho definitivo antes da prescrição desportiva."

Que merda de país, Que merda de justiça.

Banca ao Poder no Zborteng

Já se sabia que implicitamente a banca mandava no Sporting. Agora vai ser às claras e até vai ser com um elemento da lista concorrente! :) Assim, se houver eleições, já têm peões dos dois lados da barricada. eheheheeh

"O presidente do Sporting, Godinho Lopes, está em negociações com dois bancos parceiros do clube para a indicação de um administrador para a Sociedade Anónima Desportiva do emblema de Alvalade.
Segundo adianta o Diário de Notícias na sua edição de sexta-feira, Godinho Lopes está a levar a cabo uma reestruturação da SAD do Sporting que prevê a nomeação de um administrador pelos bancos BES e BCP. O dirigente leonino pretende ter assim o compromisso dos bancos na gestão da SAD e manter a porta do Sporting aberta ao crédito.
De acordo com fonte do DN, Borges Rodrigues, conselheiro eleito pela lista de Bruno Carvalho, é um dos nomes que poderá entrar na SAD do Sporting inserido no plano de reestruturação da direção de Godinho Lopes."

sexta-feira, 2 de novembro de 2012

R&C - Reyes


Passado:
  • “...à reclassificação dos 25% de direitos económicos do atleta Reyes detidos pela Benfica SAD no montante de 2,65 milhões de euros, os quais no final do exercício transacto estavam registados como activos intangíveis.”


  • "...os custos com empréstimos de jogadores por outros clubes, designadamente a cedência temporária do atleta José António Reyes por parte do Atlético de Madrid, que representou um custo aproximado de 500.000 euros, e que também não ocorreu na época transacta;" 


Presente:
  • “...As alienações de direitos económicos dizem respeito ao desreconhecimento no activo de 25% dos direitos económicos do atleta José António Reyes que a Benfica SAD detinha, uma vez que o atleta foi transferido do Atlético de Madrid para o Sevilha e nessa base o direito económico da Benfica SAD extinguiu-se por contrapartida de um valor a receber de 1.500.000 euros”


Comprámos por 2,65M, pagámos 0,5M pelo emprestimo e agora recebemos 1,5M.  Saldo -1,65M e muitas saudades do seu futebol.


Platini , burro ou mal-intencionado?

"Cada fora de jogo, cada falta, cada bola fora, tudo decido com o auxílio da tecnologia porque o árbitro pode enganar-se. Ok, e quanto durariam as partidas? Quatro ou cinco horas?" - link

Quem pediu tecnologia para todas as faltas e para todas as bolas fora? Platini coloca um cenário absurdo para recusar a verdade desportiva. Estamos conversados quanto às intenções deste senhor.

R&C - Nelson Oliveira

Em todos os relatórios deste ano (trimestral, semestral), a percentagem do passe do Nelson Oliveira detida pela SAD era de 75%. Os restantes 25% pertenciam ao Benfica Stars Fund.

Para minha surpresa, neste ultimo relatório a percentagem passa para aperas 45%. Não há nenhuma referência a qualquer venda dos 30% do passe e cometem um erro: apresentam a percentagem a 30/6/2011 como sendo tb 45%.

Podem analisar na pag 112 do relatório.

Apenas um erro ou estão a enganar os sócios?

quarta-feira, 31 de outubro de 2012

R & C

Alguém me explica como é que estes acordos não estão devidamente explicados num relatório e contas?

"De salientar que as percentagens de direitos económicos referidas consideram a partilha de interesses
económicos com terceiras entidades, resultante de futuras alienações. Relativamente às situações de partilha
com a Benfica Stars Fund, os montantes recebidos aquando da celebração de contratos de associação de
interesses económicos são reconhecidos em resultados em função do período de contrato de trabalho
desportivo que os atletas mantêm com a Benfica SAD, conforme referido na nota 36.

Adicionalmente, foram estabelecidos compromissos com terceiros, nomeadamente clubes, agentes 
desportivos ou os próprios atletas, no sentido de repartir o valor de futuros ganhos que venham a ser obtidos 
com a alienação dos direitos desportivos de outros atletas detidos na totalidade pela Sociedade." link (pag 102)


Luis Sobral advogado do Diabo?

Onde andava o Luisinho quando a Sportv sonegava ângulos de imagens (ex: Cotovelada de Alan a Javi)?
Onde andava o Luisinho quando o Queirós da TVI analisava um muro de James como se fosse uma palmadinha amigável?
Agora é que se preocupa com a isenção das transmissões? E os anos de reclamações, por parte dos benfiquistas, de parcialidade da Sportv?


"(...) Fazer algo que soe a ataque à Olivedesportos gera aplausos na Luz e, viu-se, dá votos. Será também racional?
O presidente dos «encarnados» diz há muito tempo a mesma coisa: o clube merece receber mais pelos direitos. Oliveira já ofereceu mais, mas o líder benfiquista não acha suficiente. Pode ser estratégia negocial, legítima, ou início de revolução. (...)
Os próximos tempos serão, pois, fascinantes. Os clubes e a Liga estão a mexer no coração das receitas, no ponto fundamental do negócio. Com os riscos que isso acarreta, numa altura em que o mercado publicitário decresce a um ritmo assustador, as televisões compram muito menos e as tecnologias trazem novas oportunidades e desafios.
Para muitos emblemas, a dependência da tv ronda os 70 por cento. Pode ser que tudo acabe por ficar na mesma, apenas mais caro para a Olivedesportos. Mas também pode mudar, com consequências que ninguém consegue verdadeiramente antecipar. A hipótese de passar jogos na Benfica TV, a concretizar-se, obrigará também a rever a utilização que é feita das imagens televisivas em diferentes instâncias do futebol, da disciplina à arbitragem. Digo eu.
O Maisfutebol levantou o tema na última sexta-feira. Do meu ponto de vista, a Liga e a Federação estão obrigadas a olhar com lupa para os regulamentos de competições e disciplinar. Deixará de ser legítimo utilizar as imagens de jogos para tomar decisões, pelo simples facto de que o olhar deixará de ser neutro, distante, frio, igual para todos.
Eu sei que a minha opinião não será partilhada por muitos leitores. Mas também sei que já fiz mais transmissões de futebol do que a esmagadora maioria de quem me lê. E sei como se faz e conheço quem faz. Também sei que nada na prática atual dos clubes portugueses me leva a acreditar que algum dia poderão ser fontes justas e isentas. É contra a sua natureza, viciados em colocar o emblema antes do futebol.
Valia a pena começar a pensar sobre isto. É impensável que uma televisão de clube transmita jogos de uma liga profissional e os regulamentos e práticas não se alterem."

O sistema agita-se e os seus peões estão em campo.

O que tu queres sei eu......

Zon? Quem tem cú, tem medo.

"Portuguese soccer club Benfica - who plan to move the screening of league matches to their own Benfica TV - will be forced by the country's anti-trust authority to allow all national pay-TV operators to access the broadcasts, analysts say.
Benfica, which has the largest fanbase in Portugal, re-elected Luis Filipe Vieira as their president on Saturday after he pledged to move the broadcasting of league matches to the club's television channel to boost revenues.
The Lisbon club's move has made TV operators in the profitable business jittery given Benfica matches top television audiences in Portugal week in, week out.
In Portugal, around 70 percent of the broadcasting rights revenues estimated at around 75 million euros ($97.7 million) per season go to the so-called "big-three" soccer clubs - Benfica, Sporting and Porto.
As in neighbouring Spain, TV contracts in Portugal are negotiated on a club-by-club basis, unlike in the English Premier League and Italy's Seria A, where collective bargaining deals are struck.
Market analysts say the club's large viewing base means that, after matches move to Benfica TV, the club will not be able to negotiate TV rights with one pay-TV operator alone because it would violate fair-competition rules.
"We expect the anti-trust authority to step in and make sure the broadcasting of Benfica TV may be done by all pay-TV operators," analysts at BPI bank in Lisbon wrote in a research note on Tuesday, saying the regulator will force Benfica to give all five of Portugal's operators a fair chance to bid.
Many Portuguese football fans have expressed their unhappiness about there being no league matches on open channels this season, as they have to pay an expensive fee to watch them on specialised channels.
Benfica TV comes in cheaper cable TV packages offered by Portugal Telecom and Sonaecom, but the channel is not available in other operators.
Currently, one operator, Olivedesportos' PPTV, has the rights to all domestic professional football games and platforms. They are subsequently re-sold to Sport TV channel, jointly-owned by Olivedesportos entrepreneur Joaquim Oliveira and telecom company Zon.
In March, Benfica said no to a 111 million euros proposal from Olivedesportos for the broadcast of their home matches between 2013 and 2018.
Benfica and the anti-trust body were not available to comment. (Reporting by Filipe Alves, Writing by Daniel Alvarenga)"


Traduzindo, já estão a levantar a questão de os jogos só passarem no MEO, poder violar as leis de concorrência. O mesmo já se passou com a Sportv.

Mas há diferenças e um novo contexto:

  • A Sportv é um canal pago, o que não é o caso da BTV. Luís Filipe Vieira já disse que numa primeira fase o canal não seria pago. 
  • A Sportv não foi obrigada a ceder os direitos de um jogo semanal para transmissão em canal aberto, tal como obrigava a legislação
  • Uma batalha nos tribunais e reguladores pode demorar meses. Que impacto terá na ZON uns meses, ou um ano, de Benfica TV não paga e com 15 jogos do Benfica? 





Karma is a bitch e a Zon vai receber, com juros, os 2 anos de boicote que fez ao nascimento da BTV.

terça-feira, 30 de outubro de 2012

Porko antecipa as receitas da TV?

Não sou especialista em finanças, mas um artigo do BCool levantou uma duvida sobre a saude financeira da estrunfalhada corrupta:

"Para quem contesta a afirmação dos problemas de tesouraria, aconselho a ler o R&C com atenção e em especial na página 75 e perceber que o Porto teve que antecipar o recebimento das receitas de direitos de transmissão televisiva relativamente às épocas 2012/13 a 2014/15, bem como antecipar 8 Milhões de facturação relativamente aos direitos de transmissão televisiva que respeitam às épocas 2014/15 a 2017/18 para evitar que o prejuízo fosse tão elevado este ano. Mas mais, a 30 de Junho de 2012 o Porto devia a alguns dos seus atletas as remunerações de Maio, Junho e o Subsídio de Férias além de dever Prémios a Atletas isto tudo num montante de 6,4 Milhões de euros, entretanto regularizado, demonstrando um acréscimo de dificuldades, pois a 30 de Junho de 2011 apenas estava em dívida o mês de Junho."

Eu não encontrei nada na pag 75, mas na pag 94 do relatório consolidado encontrei isto:

"Em 30 de Junho de 2012 e 2011, as transacções com a entidade PPTV/Olivedesportos
relevadas na rubrica “Vendas e prestações de serviços” são justificadas pelo contrato de
cedência, em regime de exclusividade, dos direitos de comunicação audiovisual respeitantes
aos jogos em que a equipa principal da FCP – Futebol, SAD dispute, na condição de visitada,
para a I Liga de Futebol Profissional bem como os direitos à exploração comercial da
publicidade estática e virtual referentes a tais espectáculos, assinado entre as partes. Por seu
turno, o saldo registado na rubrica “Outros passivos correntes e não correntes” em 30 de
Junho de 2012 corresponde, essencialmente, ao adiantamento recebido pela Sociedade da 
referida entidade relativamente aos direitos acima  referidos aplicáveis à época 2012/13 e 
2013/14, assim como a facturação antecipada à mesma entidade relativa a direitos de 
transmissões televisivas para as épocas 2014/15 a 2017/18 (Nota 21)."

Estaremos a assistir ao estrebuchar do porko?

Quem melhor para entregar os dragões de oiro?

Do que o ministro Relvas? Está sem dúvida ao nivel da cerimonia.



Olha que bonita imagem. E como sempre a fruta em posição de destaque. O Durão não tem vergonha?

E nesta o Oliveira já assume a sua posição actual, foi jogado para canto. :)


domingo, 28 de outubro de 2012

JJ e a imprensa

JJ devia ser proibido de falar com a imprensa. Cada declarração do homem é uma facada na politica de comunicação do clube.

Destaco nesta conferencia de imprensa as seguintes pérolas:
- "Jogador que tem qualidade, marcha lá para fora."
     Os que ele treina não têm qualidade?
- "O presidente pode fazer planos a 4 anos, eu já não sei se vou estar cá."
     Mas ele acha que é assunto para se discutir com a imprensa?


Tão inteligente para treinador, tão burro para o resto. Fecha a boca crl!! Nem para colher louros.....fdx.

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Comunicado Histórico

E aí está o que a maioria dos Benfiquistas esperavam, o comunicado que dá um golpe de morte no polvo.



COMUNICADO
A Sport Lisboa e Benfica – Futebol, SAD, em cumprimento do disposto no artigo 248º do Código 
dos Valores Mobiliários, vem informar que:

1) Confirma que teve propostas concretas para a aquisição dos direitos de comunicação 
audiovisual dos jogos disputados pela equipa profissional na competição principal da Liga 
Portuguesa de Futebol Profissional, tendo inclusivamente rejeitado a última proposta que 
recebeu, conforme comunicado do dia 6 de Março de 2012;

2) Confirma que entre Abril e Julho de 2012 foi desenvolvido um estudo por uma consultora 
internacional sobre modelos alternativos de  exploração de direitos televisivos, tendo-se 
concluído este processo em 14 de Julho de 2012;

3) Este estudo teve como base 4.523 inquéritos a Sócios do Sport Lisboa e Benfica e 1.752 
inquéritos a adeptos (não sócios) do Clube;

4) As conclusões do estudo  consideram a possibilidade da não alienação dos direitos de 
transmissão televisiva e o seu exercício por meios próprios.

5) Em função do contexto externo e interno do mercado de direitos televisivos,  considera o 
Conselho de Administração desta Sociedade, como solução mais adequada à defesa dos 
interesses dos seus Accionistas, assegurar a transmissão dos referidos direitos pelos seus 
próprios meios, ou seja, através da Benfica TV.

O Conselho de Administração
Lisboa, 25 de Outubro de 2012

Entrevistas (VIII)


Domingos Soares Oliveira: "A marca Benfica vale entre 250 e 300 milhões de euros"
O administrador executivo da SAD do Benfica estimou hoje que a marca Benfica valha actualmente "entre 250 e 300 milhões de euros" e assegura que o valor desta a coloca "entre os 20 maiores clubes do mundo".
"É o único clube que, em valor de marca, se intromete entre os grandes das cinco maiores ligas da Europa", disse Domingos Soares Oliveira, em entrevista à BenficaTV, durante a qual revelou que "o endividamento do Benfica clube à Banca é, neste momento, de zero euros" e enfatizou "a solidez da SAD, uma fortaleza que é a âncora" do Benfica. 

O dossiê sobre os direitos televisivos foi um dos temas abordados por Domingos Soares Oliveira, que admitiu renovar o contrato em vigor até 2013 com a Olivedesportos, desde que esta "reconheça o valor da marca Benfica", apesar da investida de um novo grupo, do qual emergem os nomes de Rui Pedro Soares e Emídio Rangel, que pretende adquirir esses direitos. 

O dirigente benfiquista disse estar reconhecido à Olivedesportos, por ter "dado a mão ao clube numa altura difícil", em 2003, o que permitiu "resolver vários nós", mas a renovação contratual terá de passar por um valor não inferior a 40 milhões de euros/ano. 

"Hoje em dia a situação é muito vantajosa para a Olivedesportos e o que pedimos é o reconhecimento do nosso valor", observou Domingos Soares Oliveira, conhecedor das receitas que a aquela empresa gera, tendo em conta que "tem 700 mil subscritores, pagando cada um deles vinte e tal euros por mês, o que dá uma ideia". 

Recorda que nos grandes clubes europeus os direitos televisivos ascendem a 40% das receitas globais, enquanto no Benfica não vai além dos 3%, o que considera "ridículo", mas faz notar que cabe à Olivedesportos a prerrogativa de cobrir qualquer proposta decorrente de um direito de preferência. 

A propósito da grandeza do Benfica, o administrador da SAD revela que o actual número de sócios do clube "é de 230 mil" e assume que o objectivo proposto pelo presidente Luís Filipe Vieira de atingir os 300 mil sócios "é exequível". 

Faz mesmo uma confidência a propósito desse objectivo: "Quando o presidente (Luís Filipe Vieira), na conferência de imprensa da apresentação do novo kit e cartão de sócios, em 2005, após a conquista do título, afirmou a meta dos 300 mil sócios, deitámos todos as mãos à cabeça". Lembra que o Benfica tinha nessa altura "95 mil sócios e que a média entre 1990 e 2005 oscilava entre os 90 e os 100 mil sócios". 

Acerca do trabalho desenvolvido pelo sector da formação, Domingos Soares Oliveira fornece alguns dados para o atestar: "Temos 27 atletas que são internacionais, seis jogadores que assinaram recentemente contrato com o Benfica como profissionais e pretendemos ter, todos os anos, um ou dois jogadores provenientes da formação a entrar na equipa principal". 

O dirigente "encarnado" falou ainda dos frutos que esse trabalho pode dar em prol do futebol português: "Aqueles que não tiverem capacidade para jogar no Benfica, poderão fazê-lo noutras equipa da Liga principal e assim alimentar o futebol português".

Entrevistas (VII)

- Entrevistas concedidas ao Diário Económico  em Outubro de 2009

Pedro Sousa Carvalho e Sandra Almeida Simões

Em entrevista ao Diário Económico, o presidente do Benfica fala sobre o treinador, a venda de jogadores e as acções em bolsa.

O presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, e o administrador da SAD, Domingos Soares de Oliveira, estiveram duas horas à conversa com o Diário Económico. Contas, futebol, jogadores, novo fundo, bolsa e o futuro do clube foram os grandes temas abordados ao longo da entrevista.





O Benfica ultrapassou a meta dos 200 mil sócios. Qual é agora o objectivo e em quanto tempo pretendem alcançá-lo?
Luís Filipe Vieira: A estratégia utilizada, desde que chegámos a esta casa, está focada nos sócios do Sport Lisboa e Benfica. Pensamos que iremos conseguir cumprir o novo objectivo que é atingir os 300 mil sócios.

Tem algum objectivo definido em termos de ‘timing' para atingir os 300 mil sócios?
LFV: Não tenho uma meta temporal, apenas o objectivo final. Confesso que tinha uma determinada expectativa que não foi cumprida. Gostaria de estar já a celebrar os 300 mil, mas fui demasiado ambicioso. Agora, alcançámos os 200 mil sócios, o que não deixa de ser notável. Não em seis ou sete meses. Sinceramente não sei em quanto tempo, mas da forma como a equipa se está a aproximar dos sócios chegaremos lá em breve.

Destes 200 mil sócios, quantos são pagantes?
LFV: Mais de 60% têm débito directo. E fomos o último clube a fazer uma remuneração de todo o universo de sócios. Foi em 2005. Isso significa que todos aqueles que já não reuniam as condições foram "limpos" da base de dados.

Como estão as negociações para o ‘naming' do estádio? 
Domingos Soares de Oliveira: Continuamos em negociações. Ainda não está fechado o processo. Este é talvez o projecto mais difícil em termos de venda.

Difícil porquê? 
DSO: Difícil porque é um valor elevado, embora não seja mais caro do que as camisolas. Enquanto o patrocinador das camisolas tem uma visibilidade diária, o patrocinador do estádio não tem essa mesma visibilidade. Continuamos com propostas activas e acreditamos que, a curto/médio prazo, vai ser possível fechar esse patrocínio.

E estamos a falar de empresas nacionais que já apresentaram propostas?
DSO: Estamos mais a falar de empresas internacionais, do que nacionais. Sim, já apresentaram propostas. Para uma empresa internacional, a sua associação ao Benfica é muito forte. O melhor exemplo é o caso da Repsol. A frota de clientes/sócios do Benfica é hoje o primeiro, ou o segundo, melhor cliente da Repsol.

E quais são as grandes prioridades para este mandato?
LFV: A herança que recebemos foi muito pesada. Ainda hoje temos de responder por erros e irresponsabilidades de um determinado período da nossa história. Durante a campanha eleitoral, assumi que a prioridade seria a vertente desportiva. Queremos deixar o museu concluído e fazer a revisão de estatutos.

A casa está arrumada?
LFV: Sim, a casa hoje já está arrumada. O que nos tem faltado são os resultados desportivos, sobretudo porque tínhamos outras prioridades.

Está de tal forma apetecível, que receia uma nova Oferta Pública de Aquisição?
LFV: Não, não receio. O maior accionista da SAD Benfiquista vai ser sempre o clube. Esse perigo não existe.

Noutras SAD, o presidente é bem remunerado. No Benfica, o presidente não é pago. Qual é a lógica?
DSO: Nenhum dos Órgãos Sociais eleitos pelos sócios é remunerado. É a lógica de quem serve o Benfica, serve com espírito de missão e não de qualquer remuneração. E não creio que haja intenção de alterar essa situação.

As goleadas já estão a reflectir-se nas receitas de bilheteira?
LFV: As receitas de bilheteira são compostas por duas vertentes. Aquilo que são as receitas dos bilhetes de época, cativos e camarotes cresceu face aos últimos anos. E depois temos uma segunda vertente de jogo a jogo que, tipicamente, é mais comprado por adepto do que por sócio. Nesta vertente, estamos com o triplo da facturação, em relação ao ano passado. No campeonato nacional e nas competições europeias estamos com o volume de receitas 30% acima do valor do ano passado.

Os resultados de amanhã vão ser elucidativos da ausência de venda de jogadores?
LFV: Os resultados vão reflectir a estratégia. Para além disso, se uma liga dos Campeões vale cerca de 15 milhões de euros... é uma questão de fazer contas. Mas repito, sabemos exactamente o terreno que estamos a pisar. A conta de resultados será influenciada de forma significativa mas, do ponto de vista financeiro, temos a capacidade para aguentar esse impacto de não vender jogadores. Toda a gente reconhece que os activos, os jogadores, valem muitíssimo mais hoje do que valiam há um ano atrás.

Durante dois anos?
LFV: Durante dois, se for necessário. Se isso é algo que queremos manter ‘ad eternum', depende também do que queremos fazer em termos de investimento. Hoje temos o melhor plantel dos últimos anos.

Quando vão dar lucros?
DSO: Evidentemente que não vamos dar prejuízos ‘ad eternum'. Acreditamos que conseguiremos voltar aos lucros e ter os capitais recompostos no espaço de três ou quatro anos.

Quando conseguirão ter os capitais próprios repostos?
LFV: A meta definida é o ano de 2013. E este projecto desportivo tem de ser sustentado ao longo dos próximos três a quatro anos. Se conseguirmos renegociar os contratos, colocamos o Benfica num patamar completamente diferente.

A crise financeira também teve impacto no Benfica?
LFV: Teve impacto no Benfica, como em todo o lado. Mas apesar de tudo não nos podemos queixar muito. Como em qualquer outra empresa, tivemos maior dificuldade de acesso ao crédito. Posteriormente, reflectiu-se também no aumento dos ‘spreads'. Já do ponto de vista de receitas, não sentimos impacto. Assinámos contratos, que melhoraram os valores que vinham do passado. O potencial de valorização da marca Benfica foi positivo.


Pedro Sousa Carvalho e Sandra Almeida Simões 

O Benfica retirou jogadores do Stars Fund por considerar que o fundo foi subavaliado. 

Não se deve comprar acções dos clubes desportivos à espera da valorização ou dos dividendos. É o conselho de quem gere a SAD mais valiosa da bolsa.

Recentemente lançaram o Benfica Stars Fund. Quem são os subscritores?
Luís Filipe Vieira: Não temos conhecimento dos subscritores. Não escondemos que apresentámos as características aos principais parceiros, não só os financeiros, mas também às empresas que trabalham muito com o Benfica.

O Benfica quanto subscreveu?
Domingos Soares de Oliveira: Nós subscrevemos seis milhões. Somos os principais interessados no êxito do fundo.

Qual é a lógica de vocês próprios investirem num fundo que estão a usar para melhorar as receitas?
DSO: É uma lógica de compromisso perante os restantes parceiros. O êxito do fundo será o êxito da Benfica SAD. Estamos perfeitamente convencidos que os jogadores que estão no fundo têm um potencial de valorização. É nosso interesse que as vendas se concretizem.

Consideram o lançamento do fundo um sucesso?
LFV: Sem dúvida. O nosso objectivo era colocar os 40 milhões de unidades de participação. Era determinante que esse fundo estivesse sediado em Portugal, sob a supervisão da CMVM, independentemente dos nossos problemas ou dos problemas das SAD com o regulador. Mas também sabíamos que seria um processo extremamente complexo de aprovação.

Foram feitas sugestões por parte da CMVM?
DSO: Foi pedido um conjunto de alterações, todas acatadas.

O montante vai para onde?
DSO: Esse ‘cash' que de alguma forma cativámos serve para reduzir passivo e para ajudar o Benfica a criar condições para continuar os investimentos.

Faz sentido pensar noutro instrumento que esteja disponível para institucionais e para adeptos ou sócios?
DSO: Chegámos a estudar, já há algum tempo e em conjunto com um dos nossos parceiros, a possibilidade de fazer um fundo aberto aos adeptos. A mecânica é diferente porque implica que o produto esteja disponível aos balcões dos bancos. Pode ser feito, mas neste momento não está a ser equacionado.

O que é que garante que este Fundo vai ser rentável?
LFV: Actualmente, sete ou oito jogadores do clube são dos mais assediados na Europa. Alguns estão no fundo, outros não.

Quem faz a avaliação dos jogadores no Fundo?
DSO: Nós avaliámos os jogadores e determinámos as percentagens. Houve uma negociação com os avaliadores independentes. Não concordaram com a maioria das avaliações. Como o Benfica entendeu que a avaliação de alguns jogadores era baixa, retiram-se vários jogadores do Fundo. O valor é mais de compra do que de venda.

O Benfica foi pioneiro na criação do fundo e criticado, por exemplo, pelo Sporting, que entretanto também pondera lançar um. São indiferentes à crítica?
LFV: Aceitamos a crítica construtiva, ignoramos a crítica ressabiada. Quanto a esta, há uma indiferença total. Ficamos muito felizes que venham atrás de nós. Em relação ao Fundo, acredito que, obrigatoriamente, vão seguir esse caminho. Do ponto de vista financeiro, também inovámos nos patrocínios. Em alguns casos foram mesmo pressionar os patrocinadores que estavam com o Benfica.

Qualquer uma das SAD tem uma liquidez residual. Faz sentido continuar cotadas em bolsa?
DSO: Do ponto de vista técnico, faz. Porque uma entidade que emita papel comercial ou um empréstimo obrigacionista, tem de estar sob a supervisão da CMVM. Do ponto de vista dos investidores, sentimos que os accionistas têm acções por uma questão emotiva, de ligação ao clube e paixão, mais do que para ganhar dividendos ou encaixar com a valorização dos papéis.

O Benfica estreou-se na bolsa a cinco euros. Agora estão a cerca de três euros. É possível recuperar o valor inicial?
DSO: Nós não conseguimos responder a essa questão. Passados uns meses da estreia, publicámos os melhores resultados de sempre de uma SAD, lucros de cerca de 20 milhões e o preço da acção não mexeu. Portanto, a questão passa por aquilo que será preciso fazer para a acção regressar aos cinco euros.

Mas acha que não há muita lógica no sobe e desce das acções?
DSO: Muito honestamente, não há lógica. É um investimento mais emocional.

O presidente tem uma participação no capital. Não costuma comprar, nem vender acções?
LFV: Não compro, nem vendo. A posição está lá parqueada. É o que tenho e já não é tão pouco quanto isso. Comprei para preencher um determinado capital necessário, não com a ideia de fazer mais-valias. Aliás, comprei as acções a cinco euros e hoje estão bastante abaixo disso.



Pedro Sousa Carvalho e Sandra Almeida Simões 

Luís Filipe Vieira quer ganhar o campeonato, a Taça e chegar aos quartos-de-final da UEFA. 

O treinador do Benfica está de pedra e cal, quem o garante é o presidente do clube, Luís Filipe Vieira. Nem o facto de Jorge Jesus estar a aprender inglês preocupa o presidente que diz que o futebol no Benfica ainda não atingiu o máximo.

Quais são os objectivos desportivos para esta época?
Foram definidos em reunião de quadros do Benfica. Na equipa principal, queremos ganhar o campeonato nacional, conquistar a Taça de Portugal e chegar aos quartos-de-final da UEFA. No futebol de formação e nas modalidades queremos ganhar os dois campeonatos.

Jorge Jesus foi contratado por dois anos e mais um de opção. Tendo em conta o arranque da época, antecipa a prorrogação do vínculo na terceira época?
Acabámos agora de fazer um contrato com ele. Temos um longo caminho a percorrer. Não há necessidade de, neste momento, estar a pensar nisso.

Ainda é cedo para falar em renovação de contrato?
É cedo para nós e para ele. Logicamente estamos muito satisfeitos. Penso que foi a opção certa para o Sport Lisboa e Benfica.

Pelo menos, o vínculo da terceira época será accionado?
Não tenho dúvidas que será treinador do Benfica por muitos anos. A sua ambição representa a nossa ambição e a sua dedicação e competência são reconhecidos por todos, portanto, as condições para ele fazer um percurso de longa distância nesta casa estão reunidas. Nós temos um mandato de três anos e pelo menos nesses ele estará aqui.

Preocupa-o que o treinador Jorge Jesus esteja a aprender outra língua?
Não, não me preocupa minimamente. Conheço bem o Jorge Jesus. Sei a relação que temos com ele. E estou muito descansado. O inglês é um factor de valorização e não necessariamente de exportação. Hoje comanda muitos jogadores sul-americanos, o espanhol é fácil de entender e falar mas, no futuro, podemos ter jogadores ingleses.

Se for campeão, acha que consegue segurar o treinador no Benfica? 
Já disse que Jorge Jesus ficará no Benfica por muitos e bons anos.

É possível manter este tipo de registo, de grandes goleadas, por muito mais tempo?
O que o nosso treinador nos transmite é que ainda não atingimos o máximo. Ainda estamos longe de atingir o máximo e, tal como ele diz, ganhar por um ou por seis garante na mesma apenas três pontos. Mas se pudermos ganhar por seis é melhor! Mas é importante avisar que haverá momentos em que vamos encontrar maiores dificuldades e não poderemos baixar o apoio à equipa.

Rui Costa pode tornar-se num bom presidente do Benfica?
Neste momento, o Rui Costa tem uma missão a cumprir e o futuro é sempre um espaço em aberto. O Rui terá de decidir se um dia quererá ser presidente do Benfica. O projecto que tem entre mãos é ser director desportivo do Sport Lisboa e Benfica e administrador da SAD. Nesta altura, está rodeado por um grupo de excelentes profissionais com quem está a aprender muitas coisas. Está a crescer. Depois, dentro de alguns anos, é uma opção que terá de ser ele a tomar.

A arbitragem é sempre um assunto polémico...
Já disse tudo o que tinha para dizer em matéria de arbitragem. Decidimos que esta época não falaríamos de arbitragem e é uma postura que pretendo manter.

Casos como o Apito Dourado mancham a imagem do futebol nacional?
É evidente que não o valorizam. Mas não é um caso exclusivo do futebol português. O que é necessário é garantir que o que sucedeu no passado - creio que hoje ninguém tem dúvidas do que sucedeu, apesar de algumas decisões judiciais - não se repita. Mas não quero voltar a esse dossier.

O Benfica é o segundo clube que mais paga em termos de salários e prémios. Como descreve a política salarial do clube?
No próximo exercício a política salarial deve ficar estável, mas no exercício de 2008/2009, face ao exercício 2007/2008, subiu, sobretudo, por força da rescisão da anterior equipa técnica.

Em relação ao Nuno Gomes, já tem um papel definido para o futuro dele no Benfica?
O Benfica tem uma ligação contratual com o Nuno Gomes. São mais dois anos de contrato. Depois, não sei o que vai suceder. Agora há uma coisa que podemos garantir: qualquer jogador que seja quadro do Benfica não pode pensar que quando acabar o contrato vai ficar dentro do SLB. É verdade que o Nuno Gomes é uma figura do SLB, mas na altura própria logo vamos pensar nisso. Não vale a pena antecipar cenários.

Qual é o racional de manter Mantorras no plantel? É uma estratégia de ‘marketing'?
Não é uma estratégia de ‘marketing'. Ele próprio já assumiu comigo que não vestirá mais nenhuma camisola sem ser a do Benfica. Vai terminar a sua carreira no Benfica. Tem um contrato com o Benfica. Vamos respeitar esse contrato.


Pedro Sousa Carvalho e Sandra Almeida Simões 

Segundo as contas da SAD, basta vender seis jogadores para cobrir todo o passivo bancário. 

Luís Filipe Vieira garante que o Benfica "não está vendedor, mas comprador", mas ainda assim admite a venda de um jogador. Quanto ao negócio, revela ainda que a incorporação do Estádio na SAD será apresentada na próxima assembleia-geral, marcada para 19 de Novembro.

O investimento é uma estratégia assumida esta época?
LFV: Esta época e a anterior. Desde que o entrei na SAD em 2001 foi tomada uma primeira opção estratégica que condicionou todas as outras, a construção do Estádio. Digo que condiciona todas as outras, porque custou - com todas as infra-estruturas adjacentes - 160 milhões de euros e obviamente que a vida do Benfica do ponto de vista financeiro passou ser regulada pelo cumprimento do Project Finance associado.

Ainda é possível melhorar os patrocínios?
DSO: É. Falta vender o ‘naming' do Estádio, que pode ser complementado com a melhoria do patrocínio das camisolas, das bancadas e dos pavilhões. As receitas de quotização estão a subir. Passar de 200 mil para 300 mil sócios, na prática significa cerca de sete milhões de euros.

Estão disponíveis para investir mais?
LFV: Ainda estamos disponíveis para investir mais nesta equipa em termos de jogadores, essa é uma garantia que posso deixar. Os investimentos começaram mais estruturadamente em 2008 e continuaremos até 2010.

Consideram que de alguma forma estão a hipotecar ou a diminuir a margem de manobra da próxima direcção?
LFV: Pelo contrário. Quando chegámos a esta casa já estava tudo hipotecado. Agora, há um futuro e risonho. Para terem uma ordem de grandeza, imaginem que queríamos cobrir o passivo bancário. Garanto que bastava vender seis jogadores e cobríamos o passivo bancário.

É difícil não cair em tentação?
LFV: De facto as propostas são tantas que vamos ter de saber resistir, porque o nosso objectivo passa por ganhar o campeonato e isso só se consegue mantendo os nossos activos, mas admito que iremos vender um jogador. Vou-lhe dar apenas um exemplo de valorização - e não estou a dizer que o vamos vender - o caso de Di Maria, que está avaliado em 22 milhões de euros no Fundo. E ainda ontem soubemos quanto vale Di Maria no mercado e posso garantir que vale muito mais.

É uma gestão financeira que se consegue mesmo sem ir à liga dos campeões?
DSO: O nosso plano prevê que o Benfica eventualmente não vá à Liga dos Campeões todos os anos, mas tem todas as condições para estar regularmente na Liga dos Campeões. O plano aguenta isso. Agora pode colocar-se a questão ao contrário: será que todos os planos de todas as sociedades aguentam não ir, eventualmente, um ou outro ano à Liga dos Campeões?

Para quando a incorporação do estádio na SAD?
DSO: A intenção é apresentar essa operação aos sócios e accionistas das duas instituições entre Novembro e Dezembro.

Em 2013 terão outro tipo de receitas?
DSO: Sim, relacionadas com os direitos televisivos. Daqui até lá, teremos de pontualmente procurar as melhores soluções. A solução da venda de jogadores é uma possibilidade. Os contratos que vão terminar nessa altura, como o das camisolas, a Adidas, a própria situação do contrato do nosso canal, serão alvo de negociação, não será global, mas faseada. Tudo isso será alvo de uma negociação que será desenvolvida neste mandato.